Que as pulgas de mil camelos invadam os corpos de meus leitores que não deixam comentários. Think about!

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Qual é o seu sonho?

Sou um cara simples de hábitos simples que muito fácil de ser agradado. Pensando assim, sou quase um cachorro, tirando o fato que não fico cheirando traseiros por aí. 

Fiquei pensando em como seria um dia maravilhoso. 24 horas de pura sedução e amor a vida.

O que preciso: Uma cama, um travesseiro e uma pizza 

Então, é assim que começa...



Resultado de imagem para cara de sono

06:30 16/09/17

Eu acordo com a porra do despertador tocando. Eu abro apenas o olho que funciona, vejo o celular e desligo ele, esperando a soneca de 10 minutos.

6:40

Acordo de novo pra desligar o despertador.

6:50
zzzzzzzz

7:00

Eu pulei o despertador das 6:50 e meu celular ficou tocando até eu acordar. Bom...hoje é domingo. O ar condicionado está ligado. Fico acordado por uns 40 minutos e quando minhas costas já estão doendo, eu me levanto com uma força sobrenatural.

Caminho quase cego em direção a cozinha. Pego a pizza que está saindo do forno. Como metade dela... e volto para cama. Arrastando o pé. Sem escovar os dentes...

Passo a passo, até que minha canela bata no é da cama, e eu desmonte nela de bruços. 

Caio com a cabeça de lado, daquelas que a boca fica meio aberta e os braços em forma de cruz.

Fico ali paralisado por mais uns 15 ou 7 minutos lutando contra o sono. Totalmente atoa, pois não tenho nada pra fazer.

Simplesmente durmo, como um filhote de cachorro, apenas acordando as 7:00 de segunda feira.

Meooo... isso nem é pedir muito. 

Resultado de imagem para filhotinho dormindo



domingo, 21 de junho de 2015

A MATEMÁTICA ERROU


Ontem foi um dia de pizza. Sabe como é, muitos estudos e muito cansaço, fadiga e nenhuma disposição para cozinhar. Então fomos pro ZULU pizzaria. Alias... tem uma pizza excelente diga-se de passagem.

Foi com apenas uma cerveja que se iniciou o maior colapso da matemática. Algo do tipo que faria Jonh Nash querer ter vivido mais uns dias. Ou quem sabe René Descartes ter mudado de profissão. 
Quem sabe o acidente que matou Nash não tenha sido um acidente e sim um suicídio?

O negocio é o seguinte: Todo número é divisível por um. Além disso, todo número que só é divisível por um e por ele mesmo é chamado de número primo. Certo?


ERRADOOOOOOOOOOOO

Meu... eu estava explicando para minha namorada que organismos unicelulares quando sofrem divisão celular deveriam se chamar Celulas primas.

Daí então eu dei o seguinte exemplo:

- Se tenho 10 maças e quero dividir com duas pessoas, eu dou 5 para cada “ok”

- Se tenho 12 maças e quero dividir por três, eu dou 4 maças para cada um “ok”

- E se eu tenho apenas uma maça e quero dar ela para uma pessoa, eu dou uma maça.

Foi então que a Carla disse:

Mas se vc deu a maça para um, vc não a dividiu.

P.O.R.RAAA...

Ela ta coberta de razão. Não se divide um.

Por deus... com isso não pode existir números primos.

E todas as regras matemáticas deveria ser revistas.

Só acho isso.

Carla, vc foi foda. Isso dá tese de professor de pós-doc.


Reconheçam, ela foi foda.

TUDO QUE VICIA COMEÇA COM C - É VERO


LUIZ FERNANDO VERÍSSIMO



Tudo que vicia começa com C. Por alguma razão que ainda desconheço, minha mente foi tomada por uma ideia um tanto sinistra: vícios. Refleti sobre todos os vícios que corrompem a humanidade. Pensei, pensei e, de repente, um insight: tudo que vicia começa com a letra C! De drogas leves a pesadas, bebidas, comidas ou diversões, percebi que todo vício curiosamente iniciava com cê. Inicialmente, lembrei do cigarro que causa mais dependência que muita droga pesada. Cigarro vicia e começa com a letra c. Depois, lembrei das drogas pesadas: cocaína, crack e maconha. Vale lembrar que maconha é apenas o apelido da cannabis sativa que também começa com cê. Entre as bebidas super populares há a cachaça, a cerveja e o café. Os gaúchos até abrem mão do vício matinal do café mas não deixam de tomar seu chimarrão que também - adivinha - começa com a letra c. Refletindo sobre este padrão, cheguei à resposta da questão que por anos atormentou minha vida: por que a Coca-Cola vicia e a Pepsi não? Tendo fórmulas e sabores praticamente idênticos, deveria haver alguma explicação para este fenômeno. Naquele dia, meu insight finalmente revelara a resposta. É que a Coca tem dois cês no nome enquanto a Pepsi não tem nenhum. Impressionante, hein? E o computador e o chocolate? Estes dispensam comentários. Os vícios alimentares conhecemos aos montes, principalmente daqueles alimentos carregados com sal e açúcar. Sal é cloreto de sódio. E o açúcar que vicia é aquele extraído da cana. Algumas músicas também causam dependência. Recentemente, testemunhei a popularização de uma droga musical chamada "créeeeeeu". Ficou todo o mundo viciadinho, principalmente quando o ritmo atingia a velocidade... cinco. Nesta altura, você pode estar pensando: sexo vicia e não começa com a letra C. Pois você está redondamente enganado. Sexo não tem esta qualidade porque denota simplesmente a conformação orgânica que permite distinguir o homem da mulher. O que vicia é o "ato sexual", e este é denominado coito. Pois é. Coincidências ou não, tudo que vicia começa com cê. Mas atenção: nem tudo que começa com cê vicia. Se fosse assim, estaríamos salvos pois a humanidade seria viciada em Cultura...



Agora um adendo

CÊXO

sábado, 13 de junho de 2015

Quando esperar é bom

Ela ta no sofá fazendo monografia. 

Eu to em uma cadeira e com muita fome...

As pessoas no face postando o que estão comendo e então eu olho para ela e ela continua compenetrada. Um óculos que a deixa mais séria. Ela está produzindo.

Eu aqui no mesmo lugar e com mais fome ainda. Eu estava com tanta fome que já tava com o bafo de um mendigo falecido.

Ela faz seu trabalho e do nada ela coloca sua caneta na boca, o que me pareceu que pintou uma dúvida.

Essa é minha deixa.

_HEY... VAMOS COMER?
_que?
_comer? to com fome.
_é... eu tb! que tal...
_que tal uma pizza?
_ótima ideia, peça uma.

Eu falei com a mocinha da pizzaria e ela me disse que em 50 minutos estaria aqui.

Apenas abrindo um parênteses... (não é impressionante essa precisão? 50 minutos? pq não 60?)

OK... a pizza chegou! comemos e ficamos SATISFEITOS.

Até aí tudo normal. Mas o que quero retratar é que depois da pizza, pintou uma moleza. Um questionamento do tipo:

_tá... e aí? é só isso?

Vc come a pizza e ela acaba e vc fica satisfeito? 

Isso é frustrante.

O lance mesmo, é esperar a pizza.

Já reparou que do momento em que vc pede uma pizza e até o momento que ela chega, são os 50 minutos mais felizes de sua vida?

Cara, dá um frio na barriga do mesmo tipo do primeiro beijo.

São segundos preciosos que parecem nunca passar. São 3000 segundos com cara de 6.000.000.

E então vc começa a pensar em como vai comer a pizza, e em qual cheiro ela terá? além disso vc prepara um ritual...  vou começar pelas bordas, ou quem sabe uma bela duma mordida no meio da pizza.

Talvez eu coloque maionese ou pimenta... quem sabe... meu deus eu estou até chorando de felicidade.

Então vc ouve alguns motoqueiros passando, e não é... e vc olha no relógio e já está quase na hora. Então vc fica excitado como um garoto adolescente. 

E daí... vc olha de novo no relógio, e nada. Então vc corre na cozinha e pega um saquinho da yoki de orégano. Vc estica ele na mesa e da uma cheirada a ponto de arder o olho.

E o tempo parece ter parado... 

E vc começa entrar em crise, e lembra das pessoas que sacaneou. E mesmo sendo ateu começa a rezar pendido para o seu anjo da guarda proteger o moto entregador.

E de repente sua pizza chega.

Vc urra em Dó Maior um grave:




PUTA QUE O PARIU... CHEGOU ESSA CARALHA.


Então vc come normalmente e ela acaba e juntamente com ela, sua fome e seu misto de sensações.

A pizza ou a espera dela, assim como algumas músicas deveriam ser como as filas do comper: Não acabam nunca.


Ninguém espera pizza assim...




espera assim.


APRECIE SUA ESPERA. 

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Por que nos coçamos? Por que temos coceiras?

Se vc se coça, sente coceiras ou coça alguém, saberá do que estou falando. É muito prazeroso. Uma pena que sentir coceira é a maior de todas as provas que somos seres não evoluídos.

_como que é professor? Se cossar prova que não semos hevoluídos?* 
_exatamente!

* Pergunta de um aluno alfabetizado pelas escolas municipais de Campo Grande MS.

Para que entendam melhor terei que explicar um pouco de evolução darwinista aqui. Mas serei breve.

Depois de Darwin, alguns dizem que o homem veio do macaco. Outros dizem que o macaco desceu da árvore. Alguns dizem que a árvore veio do macaco. Já há estudiosos que dizem que macacos são frutos de árvores e suas garras seus acúleos. Mas acho que tá ficando confuso. Vou explicar com outro exemplo.

Lagartixas. Alguém já viu uma lagartixa se coçando? Claro que não. Ela é um ótimo exemplo da evolução do réptil.


Se voltarmos ao período triássico (não me pergunte como) há 65 milhões de anos poderemos observar que os dinossauros foram na verdade extintos não por um meteoro ou aerolito e sim pq sempre que se coçavam suas enormes garras os dilaceravam.

A primeira parte da evolução vem com o fato que os répteis não possuem SACO. Isso pq nessa época, uma infinidade de espécies foram extintas pq tentavam coçar o saco, mas suas garras acabavam cortando seus sacos impedido a reprodução. Daí surgiu o dito popular: "vc é um homem ou lagartixa?"

Já na segunda parte podemos observar que lagartixas, evoluíram errado, ou como eu gosto de dizer, revoluiram. Notem que as primeiras lagartixa conhecidas como Lagartixas Preássicas, mediam 1,5 m de envergadura e eram tão grandes quanto sua vontade de se coçar.

Lagartixas Preássicas acreditavam ter evoluído, pois não tinham mais garras e nem mesmo sacos. 

Assim poderiam se coçar a vontade em uma brisa de sol em um belo sábado de manhã.

Ledo engano. Como elas não tinham mais garras, precisavam de outros mecanismos para continuar lagartixando por ae. Então desenvolveram as ventosas em suas mãos. Sim...

Essas lagartixas sumiram mais rápido que farinha no ventilador. Sempre que se coçavam, suas patas (e pq não mãos, se deixarmos de lado todo esse antropocentrismo) ou ventosas, grudavam em seu corpo molhado e quando elas se conçavam, seu corpo se contorcia causando fraturas giratórias e fazendo com que seus fósseis encontrados se assemelhassem ao de cobras. São os famosos fósseis de Minhotixas.

Por essas razão, vc nunca ouviu falar delas. Mas ta tudo lá no livro, “O que Darvin Não contou” de Richard Record.

Assim considerando toda essa história de evoluções e revoluções, em outras palavras, erros e acertos, os seres vivos mais evoluídos são os que não se coçam, como peixes e plantas, que nem mesmo tem braços para se coçar. Mulheres são mais evoluídas que homens pois não tem saco.



Sendo assim, as lagartixas de hoje tiveram que ignorar o fato de sentirem coceira para perpetuar a espécie. Mesmo o macho não tem saco. Mas isso é pq elas (lagartixas macho) praticamente se arrastam no chão e seria dolorido ter um saco ralado pelas paredes das casas.

Nessa cadeia de evolução, funcionários públicos serão os próximos a sumirem do mapa.

Pois a coceira não é psicológica e sim um indício que algo maior está por vir.


Leia aqui a teoria da pizza calabresa


terça-feira, 14 de outubro de 2014

Pequenas empresas grandes negócios

Ta a fim de ideias inovadoras? quer se tornar um empreendedor? Já leu a estratégia do oceano azul? Assim como Potter, quer focar no cliente?

"Dedicado ao Jamal, meu amigo que foi o coautor da ideia."

2006, São Paulo Capital, Brasil.

Estava eu, mais um cara (que chamaremos de cara) e o meu antigo chefe (que chamaremos de chefe), em uma lanchonete qualquer da vila Madalena.

O cara estava comendo um salgado, de terno e gravata, mas com o paletó dobrado na cadeira, e fumando como um fumante. O cara reclamava de dor nas costas e dizia que depois da li iria para uma sessão de massagem. O chefe, disse que era muito bom, e que estava precisando também.

Eles me perguntaram se eu não queria ir. Eu falei que não... e que odiava massagem:

_e ae Mano! Bora lá?

_onde?

_pro ibira mano... fazer a massagem Meooo!

_não... eu não gosto de massagem.

_como assim meu?

_ah... eu não gosto. Acho ruim.

_O loco meu. Se vc não gosta de massagem, gosta de que?

Foi então que eu disse que prefiro que me cocem. Eles piraram... de rir.

Daí eu falei que era bobagem deles. O lance seria abrir uma empresa aos moldes de uma casa de massagem, só que com coçagem [se é que essa palavra existe].

Eles voltaram a rir e tossir pela quantidade de monóxido de carbono da terra da garoa.

Mas vejam só vcs meus leitores, que são poucos porem... ah. Poucos mesmo.

O lance é mesmo abrir uma casa de COÇAGEM, ou COCERIA. Imagina. O cara sai cansado do trabalho, mas antes de ir embora, ele vai numa casa de coçagem. Chegando lá, tem uma mulher com aquelas unhas de cigana [ou as unhas da hebe] e coça o cara, enquanto ele lê um jornal, ve seus likes do instagram, ouve um bluesinho na vitrola...

Unhas ciganas ou unhas da Hebe Camargo
Meu deus... só de imaginar já me arrepio todo.


Porra! Demais. E o melhor... seriam ciganas profissionais em coçar. Tipo: talvez vc nem precisasse pedir o local que coça mais. Poderia ser assim:

_Consuelo, ta coçando muito aí do lado.

_No hay problema señor! Yo coço!

_aiai... Consuelo, mais pro lado... nossa.... Consuelo de deus, como vc sabe onde tava coçando? Foi certinho.

_Ha señor, yo coço há años.

Porra... uma empresa assim daria um lucro demasiado.

Quer ver mais histórias da Consuelo, clique aqui.


Mas então, lá por 2009, de volta a campo grande ms, em uma conversa qualquer com meu amigo 

Jamal, foi que comentei para ele da minha ideia, já que ele estava reclamando de seu salário.

Ele me ouviu atentamente, sem nem sequer se manifestar. Sempre pensativo e analítico. Do jeito que sua profissão exige. Ao terminar minha explanação, ele como de prache disse.

_ah. Legal. Mas tenho uma ideia melhor.

_heim?

Como sempre ele tem uma ideia, melhor. Mas dessa vez, é melhor mesmo.

_Vamos criar a Boqueteria.

_boq... what?

GENIAL! Uma boqueteria! Mas como seria a tal boqueteria???

Porra... o sujeito sai do trabalho e vai a um bar da rede Boqueteria. No bar tem um balcão enorme, como os bares de filmes americanos, com buracos de diversas alturas do chão.

O conceito de boqueteria consiste em o sujeito chegar no bar, tirar o brinquedo pra fora, acomodar no buraco, enquanto uma de nossas meninas termina o serviço fazendo um belo de um blowjob profissa.

Enquanto o cara está em pleno desenvolvimento, ele pode saborear um scotch duplo, um charuto, talvez uns amendoins, discutir política, segundo turno, Aécio ou Dilma? Pode folhear uma revista de catálogo com os rostos mais belos já vistos, para ajudar a imaginar o rosto de sua benfeitora.

Um puta negócio. Vc paga uma entrada de quem sabe, uns R$ 10, mais o couver artístico da banda de barzinho e o valor da cerveja é o padrão. R$ 4,50 long neck.

Da até para conversar com o cara do lado, se for o caso. Basta vc virar um pouco o seu tronco, para não atrapalhar o serviço de nossas funcionárias.

Sandy e  Júnior, devassa. Vc poderia 
imaginar ela por exemplo. Ou até mesmo ela aparecer
na inauguração da casa.


Imaginem:

  • Happy Hour, bar e boqueteria.
  • Misa, bar e boqueteria;
  • Barbaguá bar e boqueteria;
  • Gaucho Tostão, restaurante e boqueteria;
  • Nartignone, pizzaria e boqueteria.


Vá e leve sua família.


"baseado na estratégia do oceano azul, livro que diz que devemos explorar o inexplorado, e que mudou o rumo do circo de soleil, alem de minha cabeça mesmo."




segunda-feira, 13 de outubro de 2014

To grávida o que fazer?

O engano da Norma



Natal de 1993. Todos se reuniam na casa de minha avó Francisca para comemorar o nascimento do menino Jesus Cristo. Vinham os tios, tias, primos, primas, agregados e tudo mais.

A mesa era sempre bonita, cheia de comida, e era mais ou menos assim: Os velhos tomando cerveja, beliscando algo, e nós (as crianças) correndo ao redor de tudo apenas gastando energia.

Tinha tubaína pra gente tb. Mas chegou a hora dos presentes.

Então todos começaram a trocar de presentes, até que minha mãe levantou. Eu fiquei feliz, pq não tinha ganhado porra nenhuma até o momento, enquanto o Patrick já estava cogitando um quarto maior para poder guardar tanta coisa que ganhou.

Quer ver mais histórias do Patrick?









Minha mãe (Norma) levantou, pegou uma taça e bateu com uma colher. Ela disse:

_Agora vou entregar os presentes. (traduzido do castellano)

Ela entregou presente para os 3 irmãos dela, para meu pai, para minha irmã, para meus tios, para minhas tias, para minha avó, (nesse ponto eu já estava salivando) para o Gilmar que era mecânico na oficina do meu tio, para cida e afonso, que eram amigos de minha avó, (nesse momento eu já tava ficando vesgo).

Ela deixou até um momento especial para entregar os presentes do Patrick. Não sei que diabo esse guri tinha para ganhar tanto presente. Então... eu já estava ficando torto de desejo, e ela que estava em pé, disse:

_agora o último presente (e eu lacrimejando de um olho emocionado. Enfim era minha vez. 
Eu que já estava sem presente desde o natal de 1991).

Ela pegou um pedacinho de costelinha de porco, deu aquela mordida que tirou toda a carne, e jogou para magnolha, a cachorra de estimação de minha avó, e sentou.

Eu pude ver em slow motion cada pirueta que aquele ossinho dava no ar.

Foi aquele silencio. Mas é claro... só em minha cabeça. Pq ao meu redor estava aquela farofa.

Então... o silencio foi interrompido quando minha mãe me chamou. (pensei, agora vai.)

_Rafae..., Samue... Rodrig... Eder.... Fabia... ahhhhhhh....(gente, como é o nome desse menino?) menino!

_oi mãe!

_cala a boca e me passa o sal.

_mas mãe, cade meu presente?

Minha mãe ficou desconsertada, pois percebera que não era apenas meu nome que tinha esquecido, mas tb meu presente. Então ela se justificou:

_sabe franci... antoni... Menino. É que vc não foi planejado... vc aconteceu por acaso. Foi um engano. Eu achei que fosse uma dor estomacal, e quando fui ao Dr. Elias, ele me disse que eu estava grávida.

Dai então meu tio (pai do Patrick) levantou e disse:

_O Gabriel é o Engano da norma. Engano da norma... engano da norma...

E saiu pulando, e todos fizeram uma roda e dançavam como vickings. Meu pai, mãe, Gilmar, Cida e Afonso... Any... todos.

Só me restou ir para o lado de fora da festa cuidar carros, como fiz nos 15 anos de minha irmã. Veja Valsa dos 15 anos de minha irmã.


Durante anos, as pessoas não se lembravam de meu nome, mas sempre se lembravam do episódio. 

Meu apelido ficou Engano da Norma até a faculdade.

Mas hoje tá tudo bem. Eu amo minha mãe, ela me ama... eu tenho até certidão de nascimento. Mas ela continua errando meu nome.


quarta-feira, 1 de outubro de 2014

O dia que quero apagar de minha vida - 2

Campo grande MS, em algum lugar da cidade dos buracos pós chuva. 
Madrugada de 1/10 as 5:00. 


Hoje me aconteceu uma coisa muito estranha. Justo hoje que era dia de ir para academia malhar. 



Eu e minha namorada acordamos as 5 da manhã para estar as 6 na academia.

Mas hoje quando ela me acordou eu não entendia o que estava acontecendo. Eu apenas ouvia meu nome sendo dito de longe. Foi quando com uma força sobrenatural eu consegui abrir meu olho direito. O que não me ajudou muito, pois eu não enxergo dele.

Sim! eu não enxergo e pode conferir em "Sou cego de um olho posso usar tapa olho?"

Mas a voz continuava me chamando. Sentia uma mão me balançando. Então reuni minhas sobre forças e consegui abrir o equivalente a 70% de meu olho esquerdo.

Estranho... era a Carla me chamando para malhar. Eu não entendia direito mas era como se ela dissesse:

_acorda! Senão vamos nos atrasar.

Reuni minhas últimas forças e consegui balbuciar algo:

_pra onde?

_malhar.

Ok... 5 da manhã, vamos malhar. Uhuuu!

Aí que foi foda! Eu tentei me levantar e não conseguia. Eu simplesmente não me mexia. 

Acordei paralisado do pescoço para baixo. Tentei de tudo e a única coisa que mexia em mim era meu olho direito, mas para meu azar ele não funciona.

Ela continuava insistindo e eu não me mexia. A paralisia deve ter afetado meu cérebro e o pior, do nada, eu comecei a ficar com febre, e suava que nem um porco vendo um cara gordo com uma chaira e uma faca na mão.

Mas é claro que minha namorada, insensível e alheia como todas as mulheres que acordam cedo para malhar, não entendia.

Nesse período uma pedra do tamanho de uma bolita cacepão se alojou em meu rim, e desandei a babar.

E ela não parava de me chamar... “vamos vamos malhar, deixa de preguiça”

Preguiça? Eu estava tendo um princípio de enfarte, e meu coração havia parado na sequencia, e eu só me mantive vivo, pq meu estomago começou a bombear meu sangue milagrosamente.

Enquanto eu estava todo atrofiando na cama, ela me chamou de novo. Eu sabia que aquilo só podia ser uma embolia de tanto junky food, fast food e enlatados que nos são empurrados pela porra do poder capitalista.

_Vamos?

Nisso meu nariz trancou e comecei a respirar pela boca que dividia a função de respirar e engasgar com tantas convulsões que estava colecionando ate o momento, e era um tipo esquisito de convulsão já que estava paralisado do pescoço para baixo.

Senti meu olho esquerdo que estava apenas 70% aberto perder mais o equivalente a 80% de visão.

Então eu comecei a ficar com remorso de tudo de errado que fiz, lembrei do meu amigo do presinho que tentei matar (clique aqui) e tb na sacanagem que fiz com Jamal (clique aqui). Pensava muito em minha mãe, minha irmã e muito em minha namorada.

Mas o remorso passou e então eu só pensava em como pedir socorro e como seria minha vida daqui pra frente. E ela insistia e insistia, e eu ali com o cancro duro e a toxoplasmose atacada.

Até que ela parou de falar comigo. Pensei:

Porra: agora fiquei surdo.

Mas ainda bem que não, pois eu ouvi ela fechando a porta escutei tb o barulho do motor se distanciando. E milagrosamente a cada cm que ouvia se distanciando, meu corpo foi parando de suar, meu coração retomou os batimentos e recuperei milagrosamente os movimentos.

Como já assisti plantão médico e house, me lembrei do que se deve fazer em ocasiões como essa. REPOUSO ABSOLUTO.

Por isso nem testei minhas capacidades cognitivas e descansei ate que ela voltou da academia para fazer o café.

Sou outro homem depois do café.


 Mas não malhei. Que pena. Justo hoje que era dia de malhar. Todavia, fiz tanto esforço na minha recuperação que meu corpo doi como se tivesse malhado dois dias seguidos.



Dedicado a Carla Cerezoli e a todos que como eu são verdadeiros atletas

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Decisões erradas na vida

pinha
Oi! Meu nome é Bruninho e quero relatar minha experiência de vida. Sobre minhas escolhas. Na verdade, não a única, mas a principal escolha errada que fiz.

Eu tenho medo de minhas escolhas. Larga é a estrada que leva a perdição e estreito é o caminho da retidão.

Eu devia ter pensado melhor. Não posso agir mais por impulsos. Sempre devo estar atento aos que estão ao meu redor.

O respeito é o principal.

Talvez eu não estaria agora penando. Caminhando sozinho por essa vida. Sem religião, sem ninguém, sem ao menos um isqueiro.

Se não fosse toda essa exposição eu quem sabe ainda estaria com meu emprego garantido. Maldito Instagram.

Minha esposa não teria me largado. Meu filho não teria me batido.

Minha filha não estaria saindo com um rapaz do ensino fundamental incompreto que se intitula do tal sistema bruto, rústico e sistemático.

Meu cachorro não teria mijado no meu chinelo.

Quem sabe meus pais teriam orgulho de mim, e me olhariam nos olhos.

Se nada disso estivesse acontecendo, eu talvez não tivesse que morar nesse pardieiro.

O SPC não me mandaria tantas cartas me ameaçando.

Minha barba não estaria por fazer e nem meu time na segunda divisão.

To cansado das pessoas me apontando na rua:

_¡mira el penderro! No chegua cerca de él.

Você leva 24 anos para construir uma vida, em apenas segundos vc a destrói.
Eu preciso mudar. Não aguento mais ouvir KLB. Preciso de carne vermelha. Sushi, nunca mais.

Quem sabe assim o equilíbrio estaria recomposto.

Mas por que senhor? por que?

CHEGA! 

Tenho que ser responsável pelos meus atos.

Da próxima vez que me perguntarem o que vou beber, nunca mais direi fazendo selfie:


_Ai... por favor, um suquinho de abacaxi com hortelã!





quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Eu começo a malhar mas sempre desisto

Bar da rua Eudes Costa em campo grande ms, em alguma data que não me lembro qual.
“certa vez estava num bar com amigos. Lembro de Pedro Flecha, Jamal e Suelen. Eles estavam falando de academias e de malhar. Flecha e Jamal queriam perder peso e Suelen manter. Então falavam disso e daquilo e eu dei uma bela golada na tulipa e soltei:
_É! Eu também já malhei!
Para meu desespero a risada foi unânime na mesa. Até o garçom riu e disse que aquela era por conta dele. Então eu disse:
_É sério!
E mais uma vez a risada foi devastadora. Até um carro parou e o cara riu com sua família. Pessoas se amontaram ao meu redor para rir. De repente tinha até um cara vendendo espetinho para multidão”
Eu sou mais ou menos assim...

e quero ficar mais ou menos assim...

A instrutora disse que se eu treinar com afinco, comer carboidratos, 
proteínas e barrinhas de cereal eu chego lá.

Eu já malhei varias vezes na vida. O problema é a fase de adaptação. Já devo ter ido em mais de dez academias. Mas eu nunca continuo.  Fico com preguiça de sair de casa para malhar pois sempre meus dias de trabalho árduo são cansativos.

Hoje (24/09/2014) é meu segundo dia em uma nova academia e em mais uma nova tentativa de ter disciplina e um pouco de saúde. Mas escrevo por que hoje, em meu segundo dia, eu tive o desprazer de usar a tal da flexora. Então vou escrever para dizer pq nunca continuo a malhar.

POR QUE EU SEMPRE COMEÇO MAS NUNCA CONTINUO MALHANDO

O lance é que todo começo tem que ter a porra da fase de adaptação. E isso que fode o caboclo.

É mais ou menos assim: A instrutora coloca um (01) pesinho de nada para vc, e...

_mocinha? Éééé... é só isso mesmo?

_sim!

_mas ta muito leve!

_maish vc não guenta maish que isso.

_heim?

_é que vc eshtá na fase de adaptação.

_tá... mas sou homem! Coloca mais peso aí.

_não, senão vc leisiona o múshculo bilateral transhversal do caralho chantili.

(Importante frisar aqui que todas academias que fui na vida, os instrutores falam do mesmo jeito. Sempre falam como se nós fossemos médicos doutores em terminologias da anatomia e sempre com sotaques de carioca. Por que isso?)

Daí to malhando um treino escroto e vem uma menina gata do meu lado, do nipe da Juju Salimeni e diz:

_hey garotinho, vamos dividir o aparelho?

_c-cla-cla-claro!

Então ela vai e desce o pininho que segura os pesos para uns 40 kilos a mais.



Claro que ela me chamaria de garotinho. A porra da instrutora de certo estava rachando o bico de rir de mim. Um menina vem e malha mais pesado que eu.

Aí então fica essa putaria. Eu divido com a juju salimeni e quando é minha vez eu subo para 5kg, e quando é a vez dela, ela desce para 45kg. E eu, 5kg e ela 45kg, e eu...

Então vem um garotinho gordo e pega uns 20 kilos a mais que eu.

Então vem um velho aposentado de muletas e pega uns 30 kilos a mais que eu.

Então vem um pré adolescente e pega uns 45 kilos a mais que eu.

Aí vem uma patricinha com 1,50m, óculos escuros ray ban, e pega um esguicho de passar roupa e lava o banco antes de sentar. E pasmem (ou não), desce o peso para 20kg.

Agora eu??? tenho que malhar com 5kg pq senão "dishtende o múshculo cardiovashcular de Cú é Rola."

Bom... aí não tem jeito. É claro que vc vira o centro das atenções de qualquer academia.

O pior é quando vc é colocado (de propósito pela instrutora, só pra te humilhar) ao lado de um soldado nazista que ergue 150kg e berra como se tivesse dando o rolimã, e vc com um peso de plástico colorido de 500g cada.

Mas o que faz qualquer um, não só eu, mas qualquer um homem da academia, desistir é a tal de FLEXORA. Aquilo para mim é totalmente constrangedor.

Um posição esquisita e com movimentos mais estranhos ainda. E como se não bastasse, o aposentado de muletas vem e faz o mesmo exercício com apenas um adicional de leve de 20kg a mais.

É pra foder.

Terminei meu treino do segundo dia e a minha namorada não tinha terminado o dela ainda. Pq ela pega bem mais pesado. Sai, acendi um cigarro e fiquei esperando ela.

Bom... ao menos dessa vez parece que vou continuar, pois estou indo com minha namorada, e ela me motiva.  Além e claro de sentir que uma veia já saltou em meu braço.


Resumindo: Se não tivesse a fase de adaptação ninguém largaria academia.